O onboarding de funcionários e as vantagens de oferecer uma experiência inclusiva.

Onboarding Abr 07, 2020

Novos colaboradores chegam empolgados, cheios de ideias e expectativas, e é responsabilidade tanto do RH quanto do gestor garantir que esse contato inicial com a empresa seja de alta qualidade para manter a motivação do novo funcionário.

O onboarding bem estruturado é essencial para que isso aconteça! De acordo com uma pesquisa da HR.com, um programa de onboarding pode aumentar a retenção de funcionários em até 25% e melhorar o desempenho dos funcionários em 11%.

Porém, para que o onboarding seja bem feito é necessário seguir boas práticas e, preferencialmente, os mesmos processos padrão para todos os novos talentos contratados. Isso pode ser feito através de checklists modelo, deixando sempre a opção de acrescentar itens específicos para atender demandas pessoais de cada nova contratação.

E o que é o onboarding inclusivo?

Primeiro vamos entender dois conceitos:

  • Onboarding: em inglês significa literalmente embarcar e, adaptado ao meio corporativo, representa a recepção da pessoa na empresa e o ato de capacitá-la para começar a trabalhar em sua função;
  • Inclusão: de acordo com o dicionário, é “o ato de incluir e acrescentar, ou seja, adicionar coisas ou pessoas em grupos e núcleos que antes não faziam parte”.

No contexto empresarial muitas vezes é falado sobre a inclusão como sendo algo dedicado aos funcionários PCD, mas a inclusão envolve garantir que todo, e qualquer colaborador, se sinta parte do negócio.

As políticas para colaboradores PCD são essenciais — não há discussão quanto a isso — e ter um onboarding como algo inclusivo e pensado para TODOS, ajuda no fortalecimento natural de uma cultura de inclusão, além de aumentar a compreensão de colaboradores sobre o papel de cada um na recepção de novos colegas.

Ou seja, podemos considerar o onboarding inclusivo como o ato de criar maneiras para garantir que todos tenham acesso às informações e políticas da empresa de maneira igual, e que as pessoas sejam preparadas para receber colegas de trabalho com necessidades especiais também.

E qual seria a melhor maneira de garantir a inclusão no onboarding? A princípio, aproveitar tecnologias disponíveis que usam micro learning e automatização para capacitar as pessoas se mostra como uma boa oportunidade de diferencial.

Vantagens do onboarding inclusivo

Listamos os principais benefícios de garantir um onboarding padrão e inclusivo para todos os colaboradores da empresa.

Disseminação de aprendizado

O onboarding deve começar antes mesmo do primeiro dia de trabalho. Essa preparação inicial para um novo desafio é a melhor maneira de garantir que o colaborador se situe rapidamente — na medida do possível — sobre o negócio principal da empresa.

O onboarding inclusivo permite que funcionários que já estão na empresa possam aprender maneiras de ajudar na inclusão de novos colaboradores.

Retenção de funcionários

A pesquisa realizada pelo site HR.com também mostra que funcionários que participam de um programa de onboarding estruturado tem 69% mais chances de ficar na empresa por pelo menos 3 anos. Por outro lado, 15% de trabalhadores afirmam que a falta de um onboarding efetivo teve influência em sua decisão de pedir demissão.

Ou seja, o contato inicial com a nova empresa é determinante no sucesso da retenção de colaboradores.

Senso de Pertencimento e Motivação

Uma coisa está diretamente ligada à outra! A pessoa que se sente parte do meio em que está inserida tende a estar mais motivada para desempenhar seu papel. E como criar esse senso de pertencimento?

O primeiro passo é entender a necessidade de incluir os novos colaboradores, deixá-los atualizados sobre tudo que for necessário sobre a empresa e seu novo trabalho. A maioria das empresas enfrenta uma grande dificuldade de inclusão, por falta de preparação de um onboarding coerente.

Empresas que inovam e são criativas em seus onboardings têm maiores chances de fortalecer a marca empregadora.

Otimização de Recursos Humanos

Ter um processo bem definido ajuda em vários aspectos dos processos de Recursos Humanos como, por exemplo:

  • Acelerar a recepção das pessoas;
  • Garantir que todos tenham as mesmas informações disponíveis e que o conhecimento seja nivelado;
  • Facilitar a organização de gestores;
  • Deixar o fluxo de recursos humanos e indução de funcionários automático.

Ter o onboarding automatizado e auxiliado por uma ferramenta que permita ensinar colaboradores a se preparar para receber outros, é algo muito valioso para que a produção do time de recursos humanos seja ainda melhor.

Economia

Substituir um colaborador tem um custo alto para a organização e pode variar dependendo do desligamento: demissão ou pedido voluntário. Por exemplo, em uma demissão é necessário pagar férias, aviso prévio, horas extras e 13º salário proporcional.

Agora pense, se a porcentagem de taxa de rotatividade  for alta, esses valores podem ter grande impacto nas finanças da empresa, eis mais uma razão para garantir que a experiência de um funcionário seja rica e aumente a taxa de retenção de colaboradores.

Reflexão para profissionais de RH

A maior reflexão que profissionais de recursos humanos precisam fazer é: como garantir que os processos de RH sejam realizados de maneira que aumente a retenção de funcionários?

O onboarding faz parte disso. E quanto mais inclusivo, maiores são as chances de que as pessoas sintam tenham a sensação de pertencimento que falamos antes.

Independente da indústria na qual a empresa está inserida, o processo de recrutamento e contratação deve ser algo prioritário. Um novo colaborador tem que começar a entender seu papel desde antes do primeiro dia de trabalho, seja através de materiais enviados ou da maneira que as entrevistas são conduzidas.

Conclusão

Imagine o novo funcionário como um pezinho de feijão que você plantou em um algodão. A preparação do algodão é importante e os primeiros cuidados determinam como — e se — irá crescer com saúde e forte.

O onboarding é esse processo de cuidado, e é preciso que seja feito com muito amor, preparação, inclusão, acesso e atenção. Ninguém chega na empresa já sabendo tudo, e existe uma curva de aprendizado para que cada novo funcionário comece a trazer os resultados esperados.

Lembre-se do pé de feijão e de como é necessário ter paciência e cuidado para que ele cresça e dê frutos. Cuide de seus colaboradores. Ofereça uma experiência incrível de onboarding!

“Onboarding

Fernanda Martins

Designer e especialista em educação bilíngue para surdos, Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Português. CODA (Filha de pais Surdos), fundadora do projeto Surdo para Surdo e Inboarding.